Total Pageviews

Thursday, October 13, 2016

Um verão diferentão

Lago Balaton, na Hungria - a maré tão cheia e a ventania tão forte impediram o veraneio em pleno agosto!
Estava acostumada com viagens anteriores prazoropa em que encontrei uma temperatura agradável, extremamente quente. Um verão de fato, menos castigante que o nosso, por isso mesmo, delicioso.
Eis que chego em início de agosto no leste europeu e me deparo com máximas de 16ºC, em nada parecidas com o que estava esperando.
Apesar disso, o clima nas ruas e nas cidades todas é tão gostoso e ensolarado que a gente se atreve. Pessoas de absolutamente todas as idades estão nas ruas andando de bicicleta, a pé, tomando #bonsdrink e curtindo o sol.
Na cidadezinha de Prèsov (algo como prechóv), um sorvete apesar de não estar calor!

As feiras estão saturadas de ingredientes sazonais maravilhosos: as incríveis berries, as lavandas (que aliás, se a pessoa não quiser comprar, é só ir em qualquer mato arrancar), os tomates.
Fotografei inúmeras vezes as inúmeras feiras - OLHA a cor desses pimentões?

As fontes de água estão ligadas, alguns locais que só abrem no verão estão efetivamente abertos.
E quando o tempo está bom... Ao invés de ir à praia, eles veraneiam nos lagos. Os lagos são imensos, limpos, com infraestrutura de cadeiras e guarda-sol. Geralmente também tem uma lanchonete. Infelizmente, não dei um puto de um mergulho em lago nenhum - nem na piscininha de casa.
Não é praia - é lago! Em Kosice, na Slovakia

Noto que ao contrário de nós (ao menos na cidade em que vivo) há uma grande preocupação em aproveitar o dia lá fora. Me identifico então com essa saudação tão intensa e frequente ao Sol, elemento que não tinha tão evidente em mim, mas que começo a ter noção do quão suscetível sou aos seus efeitos quando ele faz falta. 
Os sorvetes são deliciosos; não posso me esquecer daquela limonada geladinha, vendida aos copos, e que me faz lembrar de Denis, o Pimentinha - um desenho que gostava quando era criança. 
Ainda vou falar pormenorizadamente dessa lojinha de biscoitos - por enquanto, preciso que olhem as jarrinhas de limonada fresquinhas!
Estava animada para curtir um mega verão brasileiro, tostar feito uma salsicha, e não aconteceu. Mas teve lá seu valor, não posso negar.
Essa sazonalidade me pega de jeito, e me faz sonhar com mais momentos destes. Quem sabe as condições estejam finalmente ficando maduras!

1 comment:

Nanda Silva said...

ai que delicia de viagem, de lugares...sou apaixonada por artesanato , lojinhas de antiguidades, pequenos comércios...bom que aproveitou bastante :) Muito obrigada poe todos seus comentários, fico feliz com cada um deles, me ajuda um tantoooooo ... você sabe usar as palavras. Some não beijoooo

Blog Archive